Checklist de Due Diligence Imobiliário 2020

20/11/2020
Leitura em: 8 minutos
Categorias:

O processo de Due Diligence consiste na busca de informação sobre uma empresa. Uma investigação, geralmente realizada na fase pré-contratual, que analisa aspectos como a área de atividade, possibilidades e estimativas do negócio, além de ativos e passivos da corporação, com o objetivo de identificar a atual situação de uma corporação para a oportunidade de negócios.

Ou seja, a Due Diligence é o método de diligência prévia através da atual situação de uma corporação, assegurar transações, aquisições, fixar um preço final de operações, bem como, evitar riscos nas negociações.

Por exemplo: 

Desta forma, a Due Diligence pode ser aplicada em todas as zonas de riscos inerentes à diversos âmbitos da empresa:

  • Jurídica;
  • Financeira;
  • Previdenciária;
  • Trabalhista;
  • Imobiliários;
  • Fiscal-contábil.

Importância da Due Diligence no setor Imobiliário

A boa execução da Due Diligence pode significar um verdadeiro tesouro nas mãos do empresário, pois permite avaliar a sustentabilidade e fiabilidade do empreendimento.

Como explicado anteriormente, a Due Diligence é uma avaliação minuciosa de diferentes aspectos de uma corporação, com a finalidade de identificar fatores de riscos e gerar oportunidades de negócios, como transações, fusões, abertura de capital, compra e venda de bens.

Assim, surge uma visão ampla sobre o próprio negócio, estabelecer mecanismos que garantam a segurança, prevenir fraudes, equilibrar preços e riscos.

No setor Imobiliário, a Due Diligence inclui uma análise profunda de toda a documentação referente a um determinado imóvel, desde a investigação de processos judiciais e administrativos, por todo o período de existência daquele bem.

Ou seja, o procedimento ideal para evitar problemas futuros sobre compra ou venda de imóveis, e que beneficia a todos os envolvidos na negociação, inclusive o corretor, que é obrigado por lei a prestar todas as informações sobre o negócio ao cliente.

De acordo com a redação dada pela Lei nº 12.236, de 2010: “Sob pena de responder por perdas e danos, o corretor prestará ao cliente todos os esclarecimentos acerca da segurança ou do risco do negócio, das alterações de valores e de outros fatores que possam influir nos resultados da incumbência.”

Documentação para Due Diligence Imobiliária

Uma série de documentos e certidões são solicitados para a realização da Due Diligence no setor imobiliário, que abrangem as diferentes partes envolvidas na negociação: Documentos do imóvel, documentos do vendedor e documentos técnicos.

Documentos do Imóvel

  • Certidão de Matrícula, expedida pelo Cartório de Registro de Imóveis;
  • Cópia do Título de Propriedade do Imóvel, que pode ser: Formal de partilha, escritura pública, sentença, contrato de compromisso de compra e venda;
  • Certidão de Ônus Reais do imóvel;
  • Carnês de IPTU;
  • Guias de ITBI pagas;
  • Certidão Negativa de Tributos Municipais e Federais;
  • Certidão do cadastro de contribuintes do imóvel atualizada com seu respectivo histórico;
  • Comprovantes de pagamento de contas de água, luz, telefone, gás, etc;
  • Declaração da prefeitura afirmando que o imóvel não está em local objeto de desapropriação, tombamento ou nas proximidades de imóveis tombados;
  • Certidão de regularidade ambiental;
  • Certidões de Regularidade, no caso de imóveis especiais (tombados ou objetos de enfiteuse): Certidão Autorizativa de Transferência de Ocupação e Certidão de Situação de Ocupação.

Documentos Técnicos

  • Convenção de condomínio e seu respectivo regulamento interno, quando for o caso;
  • Cópia do registro de incorporação;
  • Planta da unidade ou da casa;
  • Habite-se (Auto de Conclusão de Obra);
  • Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros;
  • Alvarás e projetos aprovados pela Prefeitura;
  • Projetos: hidráulicos, elétricos, estruturais;
  • Levantamento Planialtimétrico, Certidão de Licenciamento Ambiental, no caso de grandes terrenos ou áreas rurais;
  • Memorial descritivo;
  • Se a obra for executada por engenheiro: Anotação de Responsabilidade Técnica;
  • Se a obra for executada por arquiteto: Registro de Responsabilidade Técnica;
  • Certidão Negativa do Imposto Sobre Serviço (ISS), que faz referência ao município;
  • Certidão Negativa do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), correspondente ao governo federal.

Documentos do vendedor, cônjuge (se houver) e de todos os proprietários anteriores no período mínimo de 15 anos:

  • Documentos pessoais (RG e CPF);
  • Comprovante de residência;
  • Declaração de participações societárias, se for o caso; 
  • Consulta completa no SPC;
  • Consulta completa no SERASA;
  • Certidão Negativa de Protesto de Títulos pelo período de pelo menos 10 anos;
  • Certidão Negativa de Tributos Federais, FGTS e estaduais;
  • Certidão Negativa de Débitos;
  • Certidões de ações na Justiça Estadual Cível, Criminal, na Justiça Federal e na Justiça do Trabalho;
  • Contrato Social atualizado, caso o vendedor seja pessoa jurídica, bem como CPF e RG dos representantes legais, ata de autorização da venda do imóvel, certidão de regularidade da empresa na Junta Comercial do Estado e na Receita Federal.

Para a Due Diligence, cada documento é imprescindível e representa uma possibilidade de negociação sem riscos, arrependimentos e, até mesmo, reduzir impasses e estimular a operação.

Dificuldades de implementar um sistema de Due Diligence eficiente

São inúmeras as dificuldades e os obstáculos que podem aparecer no decorrer dos processos de Due Diligence. Principalmente quando se diz respeito a resgatar toda a documentação exigida.

Por exemplo: Uma incorporadora imobiliária que precisa de processos de Due Diligence em larga escala. Para resgatar os documentos, será necessário trocar a prioridade de investimentos do core business para investir nesta busca e em todos os problemas que podem surgir:

  • Documentação fora do padrão exigido;
  • Atrasos nos prazos;
  • Falta de informação;
  • Documentação e processos descentralizados;
  • Riscos de perda de dados;
  • Retrabalho…

Ou seja, diversas questões geram a imprevisibilidade orçamentária e desviam a equipe do foco principal da empresa. 

Entretanto, com a tecnologia, é possível trabalhar com inúmeros documentos de uma forma integrada e eficaz.

Como a tecnologia pode auxiliar os processos de Due Diligence

A Docket é uma legaltech que utiliza a tecnologia para obter mais celeridade aos processos de obtenção de documentação de toda esteira burocrática em uma única plataforma, em diferentes procedimentos, que vão desde a Due Dilligence da aquisição do terreno até a venda do imóvel, passando por regularização fiscal (CNDs), Certidão de Distribuição (Cíveis e Fiscais), matrícula, escritura, IPTU, CNDs, Certidões de Distribuição e muito mais:

  • CGI, Computer-Generated Imagery ou, em português, “imagens geradas por computador”, é a ferramenta designada para digitalizar e guardar uma coleção de documentos (arquivos), que podem ser enviados para navegadores da Web ligados a este servidor, assim como processamento de dados pelo meio de formulários, interface para as bases de dados, relatórios, criação de documentos personalizados, entre outras funções;
  • Shopping de documentos, por onde você pode solicitar mais de 200 tipos de documentos de todo o Brasil com utilização simples e funcional. Geração de relatórios completos que permitem total controle do fluxo de documentos;
  • Pesquisa de bens imóveis de Pessoa Física e Pessoa Jurídica em cidades de todo o Brasil. Ao localizar o imóvel, você pode solicitar online a emissão das matrículas e certidões;
  • Software de Inteligência Artificial R.E.A. (Real Estate Analysis) pré-analisa documentos de forma rápida, segura e eficiente. Em apenas 1 minuto, o software identifica se há algum tipo de impeditivo no documento.

Desta forma, a Docket auxilia na gestão e visibilidade dos prazos, custos e status das documentações. Benefícios capazes de otimizar os recursos e a produtividade do seu time.

Conheça mais sobre como você pode otimizar os processos da sua empresa. Conte com a Docket!

Buscar

Sobre a Docket

Somos uma startup que realiza a busca, gestão e pré-análise de documentos e certidões. Com tecnologia avançada e inovadora, otimizamos os processos jurídicos de empresas de vários segmentos. Atuamos como facilitadores para nossos clientes, pois reduzimos o custo e o prazo com demandas de documentação de todo o Brasil.

Na mídia

Conheça a Docket a startup que está revolucionando o mundo jurídico

Confira o que os principais meios de comunicação do mundo têm falado sobre a nossa solução e como a tecnologia da Docket tem revolucionado o universo jurídico e as operações que envolvem documentos.

Deixe um comentário:

Você também pode gostar

Como a tecnologia pode otimizar a gestão de riscos no setor bancário


As fraudes no setor bancário já acontecem há muitos anos. O advento da tecnologia trouxe o aumento de fraudes e estelionatos, aumentando também os desafios de compliance e gestão de riscos do setor. Com a pandemia e o isolamento social, a aceleração da digitalização facilitou para que o número de golpes no sistema financeiro subisse […]

Originação de grãos: principais rotinas e importância para o período de safra


A Originação de Grãos é o processo composto pelas etapas anteriores à comercialização dos produtos do agronegócio, que surgiu com o propósito de auxiliar o mercado de commodities agrícolas no controle de fixações de preços e na prestação de serviços de armazenagem. Desta forma, as principais operações auxiliadas pela originação são: Compra; Venda; Armazenagem; Logística; […]

Como a tecnologia pode colaborar com a análise de documentos e certidões


Documentos são fontes de dados que declaram o reconhecimento oficial da prova de algum acontecimento, condição ou habilitação por meio de um texto que assegura a prova de autenticidade de fatos que constituem elementos de informação. Muitas vezes, os documentos podem ser a única fonte de registro de princípios e objetivos de um objeto em análise, […]

Startup acelerada por:

Google Developers Launchpad
Empresa participante do Scale Endeavor Up

4º Lugar no
LinkedIn Top Startups 2018

Top Startups Linkedin Brasil 2018

Selecionada para o Ranking

100 Startupst to watch 2019

Startup investida por:

Kazek
Canary
ONEVC
Valor Capital
Wayra
Neste site usamos cookies para sua melhor experiência. Para mais informações, leia nossa Política de Cookies.
Cadastrado com sucesso!