Política de Cookies

Written by 09:00 Bancos

Baixo custo e proximidade: a receita das cooperativas de crédito

cooperativas de credito

Em 2022, as cooperativas de crédito no Brasil atingiram 15,6 milhões de cooperados e 383 bilhões em operações de crédito. Com um modelo de negócios baseado em baixo custo de crédito e proximidade ao cliente, espera-se que esses número cresçam e os ativos das cooperativas alcancem R$1 trilhão até 2025.

Veja mais a seguir.

Visão geral

As cooperativas de crédito são instituições financeiras formadas pela associação de pessoas, geralmente do mesmo setor econômico, criadas para atender exclusivamente seus associados. Os cooperados desempenham dois papéis: usufruem dos serviços financeiros e são proprietários da cooperativa. 

Essas cooperativas oferecem serviços semelhantes aos dos bancos comerciais, como conta-corrente, aplicações financeiras, cartão de crédito, empréstimos e financiamentos. Deste modo, ao contrário do que se pode pensar, não há grandes diferenças em termos de funcionalidade e serviços prestados dos bancos comerciais para as cooperativas. 

Segundo dados do Banco Central, ao fim de 2022 pessoas físicas e jurídicas cooperadas somavam 15,6 milhões de cooperados no Brasil. Além disso, o documento aponta que a carteira de crédito das cooperativas avançou 22,4% em relação a 2021, alcançando 383 bilhões de reais. 

O crédito disponibilizado pelas cooperativas, que era de menos de 3% do Sistema Financeiro Nacional (SFN), agora já representa pouco mais de 7% do SFN. 

Baixo custo e proximidade: o modelo de negócios das cooperativas de crédito

A expansão das cooperativas de crédito no Brasil é impulsionada por um modelo de negócios distinto dos bancos comerciais. As cooperativas obtêm a maior parte de seus recursos de instituições de fomento, como BNDES, Finep, Basa e BNB. 

Os financiamentos públicos têm custos mais baixos, permitindo que as cooperativas ofereçam condições mais vantajosas aos seus associados. Além disso, as cooperativas não visam lucro, mas repartem as sobras, resultando em spreads menores e empréstimos mais acessíveis. 

cooperativas de crédito

Outro ponto determinante para o crescimento das cooperativas é que elas são mais próximas de seus potenciais clientes, marcando presença em 55,3% dos municípios brasileiros com ao menos uma agência física. Em alguns municípios, principalmente aqueles que têm como principal atividade econômica o agronegócio, as cooperativas são a única instituição financeira na região. 

Essa proximidade física às localidades nas quais atendem gera benefícios claros: 

  • se tornam mais conhecidas; 
  • conseguem acessar clientes menos adeptos da internet; 
  • geram mais negócios na região;
  • se tornam proeminentes em cidades menores e do interior, de onde os bancos se distanciaram.

Perspectivas futuras para as cooperativas

Com mais de 99 mil pessoas empregadas e 728 cooperativas de crédito distintas no Brasil, a tendência é que o crescimento acelerado deste setor continue. Esse cenário positivo permite projeções ambiciosas, com expectativas de que os ativos do crédito cooperado atinjam R$1 trilhão em 2025. 

Essas previsões destacam os benefícios das cooperativas no país, que se consolidam como pilares da justiça financeira, até mesmo por projetos de educação financeira aos cooperados, e da democratização do acesso ao crédito. Cada vez mais as cooperativas saem do anonimato, ganham espaço de bancos tradicionais e agregam valor à sociedade com recursos de baixo custo que permitem que pequenos empreendimentos se desenvolvam, gerem renda e empregos.

Compreendendo tudo isso e visando facilitar esse processo, a Docket oferece um software completo com IA, capaz de emitir e ler documentos, como Certidões de Matrículas de Imóveis e processos de Alienação Fiduciária, acelerando a disponibilização do crédito.

Clique aqui e conheça o que já estamos fazendo por cooperativas do Brasil todo!

Visited 84 times, 1 visit(s) today