Com transformação digital, BC prevê a digitalização do real

28/06/2021
Leitura em: 6 minutos

De fato, a tecnologia transformou a nossa rotina diária e, muitas vezes, nem sequer nos damos conta de como ela se faz tão presente em nosso cotidiano. Essa transformação chegou também para grandes corporações e, no ritmo acelerado de avanço da digitalização, automatizar processos é a rota mais apropriada para setores que pretendem alinhar na balança tempo e eficiência. Como é o caso do setor financeiro. 

Novas tecnologias e desafios para o setor financeiro 

Assim como a sociedade se transforma, as tendências que acompanham essas mudanças também vão surgindo pelo caminho. O celular se tornou muito mais que apenas um aparelho de comunicação, mas uma ferramenta para consumidores terem em suas mãos fácil acesso às suas finanças. 

Para tanto, as instituições financeiras tiveram que mergulhar de cabeça nesta realidade atual e se adequar às novas demandas que chegaram com a transformação digital. Isso aconteceu de tal maneira que fez com que as corporações abrissem suas portas para recursos como Inteligência Artificial, Automação de Processos, Blockchain e Internet das Coisas (IoT). 

A transformação digital também acabou fomentando a chegada do Open Banking, conhecido no Brasil como Sistema Financeiro Aberto, no qual os clientes têm maior autonomia sobre seus dados financeiros e custos menores de serviços. Um acontecimento sem precedentes e que se tornou um grande marco para o setor financeiro nacional. 

No entanto, mesmo com a sede do público por mudanças, cada passo dado pelas instituições financeiras rumo à jornada de transformação digital deve ser muito bem pensado e planejado junto a especialistas de segurança. Uma vez que se tratando de dados sigilosos, todo cuidado é pouco. Afinal, os riscos de uma má gestão de dados são grandes e podem comprometer seriamente a continuidade dos negócios. 

A digitalização do real pelo Banco Central 

Um projeto que vem caminhando a passos largos pelos arredores do Banco Central (BC) é o de digitalização do real. Levantada pelo próprio BC, essa proposta pretende possibilitar que os clientes tenham mais liberdade de decisão junto às instituições financeiras, no que diz respeito a manter o dinheiro no formato convencional ou digital. 

Na teoria, a moeda digital teria a mesma jornada do dinheiro em papel que conhecemos: a emissão seria feita pelo Banco Central e, na sequência, transferida por membros do Sistema de Pagamentos Brasileiro (SPB) para os seus usuários finais.  

Em uma entrevista para a Valor, Alexandre Chaia, economista e professor do Insper (Instituto de Ensino e Pesquisa), afirmou que “a moeda digital gira mais e o efeito é dar mais liquidez para a economia”.

Dentre as principais vantagens da digitalização do real, estão:

– Inclusão financeira dos usuários;

– Facilidade de pagamentos para o exterior;

– Redução de gastos com a confecção do dinheiro físico; 

– Mais eficiência aos Sistema Financeiro Nacional e Sistema de Pagamentos Brasileiro.

Estudo sobre a Resiliência no setor financeiro

A transformação digital da Docket 

Como vimos anteriormente, a transformação digital pode ser o ponto de partida das grandes corporações do mercado financeiro para possibilidades mais seguras e rentáveis e, ao mesmo tempo, mais benéficas para seus clientes. Ou seja, é uma mudança tão transformadora que é capaz de impactar desde a fluidez dos negócios até a experiência dos consumidores. 

Para acompanhar as reais necessidades desse cenário, a Docket projetou um ecossistema tecnológico ideal que garante segurança para manter o fluxo de operações em diversos segmentos do mercado, inclusive no setor financeiro. Trata-se do Shopping de Documentos da Docket, uma plataforma 100% digital que centraliza toda a gestão de dados e operações. São diversas funcionalidades que minimizam a complexidade de atividades habituais das corporações e permitem que as equipes foquem em atividades mais produtivas.

Além disso, a Docket oferece segurança total no tratamento e armazenamento de dados da sua empresa. Visto que todos os documentos solicitados por meio da plataforma Shopping de Documentos ficam armazenados em um único banco de dados, em servidores Amazon AWS criptografados.

Vale ainda ressaltar que todas as funcionalidades da plataforma Shopping de Documentos estão em conformidade com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), seguindo à risca cada uma de suas normas. 

Entregando infraestrutura e tecnologias capazes de transformar o dia a dia corporativo, a Docket acompanha o contexto evolutivo do mercado e impulsiona a escalabilidade de empresas no setor financeiro. 

Grandes empresas do setor financeiro estão transformando suas operações com a Docket.

Leve a transformação digital para a sua corporação agora mesmo. 


Buscar

Sobre a Docket

Somos uma startup que realiza a busca, gestão e pré-análise de documentos e certidões. Com tecnologia avançada e inovadora, otimizamos os processos jurídicos de empresas de vários segmentos. Atuamos como facilitadores para nossos clientes, pois reduzimos o custo e o prazo com demandas de documentação de todo o Brasil.

Na mídia

Conheça a Docket a startup que está revolucionando o mundo jurídico

Confira o que os principais meios de comunicação do mundo têm falado sobre a nossa solução e como a tecnologia da Docket tem revolucionado o universo jurídico e as operações que envolvem documentos.

Deixe um comentário:

Startup acelerada por:

Google Developers Launchpad
Empresa participante do Scale Endeavor Up

4º Lugar no
LinkedIn Top Startups 2018

Top Startups Linkedin Brasil 2018

Selecionada para o Ranking

100 Startupst to watch 2019

Startup investida por:

Kazek
Canary
ONEVC
Valor Capital
Wayra
Neste site usamos cookies para sua melhor experiência. Para mais informações, leia nossa Política de Cookies.
Cadastrado com sucesso!