Política de Cookies

Written by 08:40 Agronegócio, Jurídico, Operações

Como a Tecnologia Pode Transformar a Gestão de Licenciamento Ambiental?

licenciamento ambiental

O Licenciamento Ambiental é uma exigência legal e uma ferramenta do poder público para o controle ambiental. E, em muitos casos, apresenta-se como um desafio para o setor empresarial, principalmente no agronegócio.

A jornada para obter o licenciamento ambiental pode ser árdua para empresários, investidores e empreendedores, especialmente aqueles envolvidos com a agricultura e o agronegócio, onde a complexidade e os tempos de espera podem ser desanimadores.

O Brasil, como um dos principais produtores globais de alimentos, enfrenta o desafio de ampliar sua produção agrícola para satisfazer a crescente demanda por alimentos, fibras e bioenergia até 2050. Esse crescimento precisa ser sustentável, respeitando rigorosamente as leis ambientais vigentes.

As normas para o licenciamento ambiental, estabelecidas pelas Leis 6.938/1981 e Lei Complementar 140/2011, aplicam-se à agricultura e à pecuária. Os princípios de Prevenção e do Poluidor Pagador reforçam a necessidade de autorização pelo Poder Público para atividades que possam causar impacto ambiental.

O que significa o Licenciamento Ambiental?

É o procedimento no qual o poder público, representado por órgãos ambientais, autoriza e acompanha a implantação e a operação de atividades, que utilizam recursos naturais ou que sejam consideradas efetiva ou potencialmente poluidoras.

É obrigação do empreendedor, prevista em lei, buscar o licenciamento ambiental junto ao órgão competente, desde as etapas iniciais de seu planejamento e instalação até a sua efetiva operação.

licenciamento ambiental 2

Quem Precisa de Licenciamento Ambiental?

Desde a Lei n.º 6.938/81, tornou-se obrigatório o licenciamento ambiental para atividades poluidoras em todo o território nacional. Isso significa que uma ampla gama de empreendimentos, listados na Resolução CONAMA 237 de 1997, deve possuir a licença ambiental adequada.

Confira na lista abaixo: 

  • Extração e tratamento de minerais;
  • Indústria de produtos minerais não metálicos;
  • Indústria metalúrgica;
  • Indústria mecânica;
  • Indústria de material elétrico, eletrônico e comunicações;
  • Indústria de material de transporte;
  • Indústria de madeira;
  • Indústria de papel e celulose;
  • Indústria de borracha;
  • Indústria de couros e peles;
  • Indústria química;
  • Indústria de produtos de matéria plástica;
  • Indústria têxtil, de vestuário, calçados e artefatos de tecidos;
  • Indústria de produtos alimentares e bebidas;
  • Indústria de fumo;
  • Indústrias diversas;
  • Obras civis;
  • Serviços de utilidade;
  • Transporte, terminais e depósitos;
  • Turismo;
  • Atividades diversas;
  • Atividades agropecuárias;
  • Uso de recursos naturais.

Por que licenciar sua empresa?

Obter a licença ambiental não só inicia o relacionamento com o órgão ambiental, mas também esclarece as obrigações da empresa em relação ao controle ambiental. O mercado valoriza empresas licenciadas que seguem a legislação, e órgãos de financiamento condicionam frequentemente a aprovação de projetos à apresentação da licença ambiental.

Tipos de Licenças Ambientais

No Brasil, existem três tipos de licenças ambientais, são elas: licença prévia, a licença de instalação e a licença de operação. Os nomes já são bem intuitivos, porém veremos cada uma delas a seguir.

Licença Prévia (LP)

A Licença Prévia é o primeiro passo no processo de licenciamento ambiental, onde o órgão licenciador avalia a localização e o conceito do projeto para confirmar sua viabilidade ambiental.

Nesta fase, são estabelecidos os requisitos básicos e as condições iniciais para o desenvolvimento do empreendimento, incluindo a adequação técnica da área proposta e a necessidade de estudos ambientais complementares, como EIA/RIMA e RCA, se aplicável. 

Licença de Instalação (LI)

Após a aprovação da Licença Prévia, a Licença de Instalação permite iniciar a construção e instalação dos equipamentos conforme o projeto aprovado. Esta licença é concedida depois que o projeto detalhado e as medidas de proteção ambiental são definidos, garantindo que o desenvolvimento do empreendimento esteja conforme os critérios ambientais estabelecidos.

Licença de Operação (LO)

A última etapa, a Licença de Operação, é concedida quando o empreendimento está construído e pronto para iniciar suas operações. Esta licença verifica se as medidas de controle ambiental implementadas são eficazes e estabelece os métodos e condições de operação do empreendimento, assegurando a continuidade do cumprimento das normas ambientais.

docket ai

Docket Inova com Plataforma de Gestão de Licenças Ambientais 

A Docket apresenta uma solução inovadora: um software que permite o gerenciamento automatizado de todos os documentos regulatórios e licenças ambientais em uma única plataforma.

Nossa ferramenta oferece praticidade e eficiência, emitindo alertas de vencimento e integrando informações valiosas, como o status das documentações de CNPJs em todo o país, tudo isso com a facilidade de acesso proporcionada pela integração com o Google Maps.

Essa abordagem tecnológica não apenas simplifica a gestão de licenças ambientais, mas também promove uma operação mais sustentável e conforme as exigências legais, representando um passo significativo para empresas que buscam excelência e responsabilidade ambiental.

Visited 157 times, 1 visit(s) today