Written by 17:10 Agronegócio

A comercialização das commodities agrícolas

O preço das commodities agrícolas variam de acordo com a lei da oferta e da procura, entenda mais da sua comercialização aqui na Docket!

commodities agrícolas

A palavra commodities deriva de commodity, que em inglês significa mercadoria. Basicamente, as commodities atuam como matéria-prima para a geração de subprodutos ou, até mesmo, novos produtos. Elas podem ser caracterizadas pela produção em grande escala e por serem produtos de origem primária.

Entretanto, nem todos os produtos originados no campo podem ser chamados de commodity, pois o mesmo só deve ser considerado quando for comercializado nas bolsas de valores.

Assim, os preços das commodities agrícolas variam de acordo com a lei da oferta e da procura, ou seja, o valor será elevado se houver alta demanda para determinado produto e pouca oferta, e será baixo quando a demanda para determinado produto for baixa e a oferta for alta. 

A determinação de quanto uma commodity agrícola vale é feita pelos mercados internacionais, por conta da compra e venda das ações. Contudo, para que isso seja possível, o produto deve ser um bem de alto valor estratégico e/ou comercial.

Nos últimos tempos, a comercialização das commodities agrícolas tem sido o principal gargalo no gerenciamento de grande parte das propriedades rurais do país. Por essa razão, é preciso entender os diferentes mecanismos de comercialização disponíveis e alinhar estratégias para obter segurança em relação às oscilações do mercado, garantindo mais lucratividade. Confira!

Mercado à vista de commodities agrícolas

Se caracteriza pela negociação de algum produto com pagamento à vista, ou seja, no momento em que a negociação é fechada.

No mercado de commodities agrícolas, os itens podem ser negociados por meio de ações ou através do produto propriamente dito. 

A compra e venda de commodities no mercado financeiro à vista, determina que o produtor e o negociador estarão sujeitos aos preços vigentes do mercado no momento da negociação.

Mercado a termo de commodities agrícolas

É, basicamente, um acordo entre as duas partes, em que se realiza uma negociação para compra ou venda de um produto em uma data pré-estabelecida. 

Ademais, também se estabelece um preço que é pré-fixado no momento da negociação, com análise para pagamento à vista ou a prazo.

Pode ser uma boa opção quando vendedor e comprador desejam eliminar os riscos econômicos atrelados às oscilações indesejadas no valores.

Mercado futuro de commodities agrícolas

Se originou da evolução dos contratos a termo e é conhecido como mercado de derivativo, uma vez que dependem ou derivam dos mercados financeiros.

Neste processo, não se faz necessária a posse das commodities antes de sua venda, pois os contratos futuros já permitem tanto posições compradas, quanto vendidas.

Os contratos de mercado futuro determinam que, se no dia acordado para a liquidação o valor de mercado estiver abaixo do combinado, o vendedor recebe a diferença. Porém, se o valor estiver acima, é o comprador quem recebe a diferença financeira.

Mercado de opções

Já o mercado de opções representa as transações em que são acordados todos os direitos de compra e venda das commodities, além de prazos e preços. 

Contudo, esta compra e venda pode acontecer em qualquer momento, desde que ainda se encontre dentro do prazo de vencimento já estabelecido entre as partes.

O mercado de opções vem, cada vez mais, ganhando espaço nos últimos anos, uma vez que trabalha com certa flexibilidade. Isso possibilita uma melhor gestão de risco, tanto para quem compra, quanto para quem vende.

Relações de troca (Barter)

As relações de Barter, ou de troca, conseguem beneficiar tanto quem está negociando a venda, quanto quem está adquirindo (agropecuaristas).

A operação Barter é como uma negociação que acontece antes da colheita da safra, possibilitando que o agricultor use os insumos necessários à sua atividade e, que o mesmo efetue o pagamento desses insumos quando colher. 

Ou seja, o pagamento dos insumos é feito com a produção de algum produto. Esse tipo de relação surgiu visando facilitar as transações comerciais entre as empresas fornecedoras de insumos e os produtores de commodities agrícolas.

As relações de Barter contam, hoje, com diferentes commodities, além de representarem cerca de 25% do faturamento de grandes empresas do agronegócio brasileiro. 

Formação dos preços no mercado interno

O preço das commodities agrícolas é orientado pelo livre mercado, seguindo as leis de oferta e procura, além da política monetária internacional. 

Além disso, ele também acaba sofrendo influências das flutuações dos preços dos insumos agrícolas, visto que, grande parte desses que utilizamos provém de multinacionais que operam com capital estrangeiro.

Quer ter acesso a mais informações como essa? Se inscreva na nossa newsletter!

Visited 6 times, 1 visit(s) today