Written by 14:14 Notícias

IPCA: preços aceleraram na reta final de 2023, mas sem surpresas

IPCA: preços aceleraram na reta final de 2023, mas sem surpresas
IPCA: preços aceleraram na reta final de 2023, mas sem surpresas

IPCA de 2023 tem decréscimo e aponta para 2024 favorecido com a condução da política monetária. Saiba mais!

O IPCA é o índice oficial de preços do país e sempre está no centro das atenções. Parte importante disso diz respeito a nossa história conturbada com a inflação no passado. Apesar dessa constante apreensão, a inflação foi favorável em 2023

Há elementos que devemos nos atentar para compreender o movimento dos preços nos primeiros meses de 2024, mas até o momento, não há nada preocupante no radar. O cenário é benigno e deve favorecer a queda dos juros.  Acompanhe nossa análise a seguir.

Overview do IPCA

O IPCA de dezembro de 2023 finaliza o ano em aceleração, variando 0,56%. Com o resultado, a inflação acumulada de 2023 se encerrou em 4,62%, dentro do intervalo da meta do Banco Central de 1,5 pontos percentuais para mais e para menos em torno dos 3,25% que foi a meta central em 2023, portanto, entre 1,75% e 4,75%.

Apesar do resultado acumulado no ano que pode ser considerado bom, o resultado referente ao mês de dezembro traz um ponto de atenção: esse foi o sexto mês seguido com taxas positivas e o terceiro mês com aceleração dos preços. Em outubro o índice foi 0,24%, em novembro foi 0,28% e em dezembro foi 0,56%, o dobro do mês anterior.

Principal elemento do índice

No mês, todos os nove grupos de produtos e serviços analisados pela pesquisa registraram alta. A maior veio de alimentação e bebidas (1,11%), grupo que acelerou em relação ao mês anterior (0,63%) e exerceu o maior impacto sobre o número geral (0,23 ponto porcentual).

Parte importante do desempenho dos preços de alimentos e bebidas pode ser atribuída às questões climáticas, como analisamos no 4º levantamento da safra 2023/24 divulgado pela Conab. O aumento da temperatura e o maior volume de chuvas em algumas regiões do país em contraponto a escassez de chuvas em outras regiões influenciaram diretamente a produção dos alimentos.

Difusão no IPCA

O Índice de Difusão, que mede a porcentagem dos produtos cujos preços aumentaram durante o mês, por sua vez, apresentou um forte crescimento. O indicador avançou para 65,3%, o maior registro desde o mês de abril. A título de comparação, em novembro o índice foi de 52%.

Como a inflação é um fenômeno de alta generalizada de preços, o índice de difusão nos ajuda a entender justamente o quão generalizada está a alta. Não há um número ideal, mas, no geral, quanto menor a difusão, melhor. Desse modo, essa aceleração pode trazer desafios adicionais para a política monetária.

O que esperar do IPCA para 2024?

Hoje, os riscos estão relacionados a dois fatores:

  • El Niño e, mais adiante, ao La Niña;
  • e os conflitos armados no leste europeu e no Oriente Médio.

A expectativa é de que os preços domésticos continuem convergindo para o centro da meta ao longo do primeiro quadrimestre de 2024.

O índice de difusão revela que o mix da inflação brasileira será um pouco pior nesse começo de ano, uma vez que a alta de preços está mais generalizada do que esteve no primeiro semestre de 2023.

Ainda assim, não há sinais de descontrole de preços e o cenário tende a favorecer a condução da política monetária, a queda dos juros ao longo do ano e o atingimento da meta de inflação. 

Visited 29 times, 1 visit(s) today