Política de Cookies

Written by 17:49 Agronegócio, Gestão

Originação de grãos: principais rotinas e importância para o período de safra

A Originação de Grãos é o processo composto pelas etapas anteriores à comercialização dos produtos do agronegócio, que surgiu com o propósito de auxiliar o mercado de commodities agrícolas no controle de fixações de preços e na prestação de serviços de armazenagem.

Desta forma, as principais operações auxiliadas pela originação são:

  • Compra;
  • Venda;
  • Armazenagem;
  • Logística;
  • Escoamento.

Sendo assim, o processo de originação atende a diferentes etapas da gestão agrícola, desde plantio e colheita da safra até estoque e armazenagem.

Como funciona a originação?

O processo de originação de grãos contribui com mais agilidade, rapidez e segurança nos processos, especialmente na época da colheita devido ao grande fluxo de tarefas, que envolvem movimentação e armazenagem de materiais, pessoas, documentos, veículos, abastecimento e armazenagem de grãos. 

Este sistema é utilizado principalmente por dois segmentos: os comercializadores de grãos (cerealistas, produtores, cooperativas ou trader) e a indústria (alimentos, rações, sementes e biocombustíveis).

Portanto, o sistema de originação de grãos tem como principal objetivo otimizar toda a demanda do decorrer do ciclo da nova safra por meio da administração e automatização dos processos

Para um melhor entendimento sobre o que é originação de grãos, é preciso explicar um pouco sobre o seu passo a passo.

  1. Cadastro: o início do processo acontece por meio do cadastro inicial, que deve conter todas as informações inerentes ao período de safra, financiamento (quando for o caso), gestão de estoque e armazenagem.
  2. Movimentos Internos: este processo é responsável pelas amostras de produtos que serão retiradas para a classificação, o cadastro de Romaneios, o registro da Ordem de Trânsito do produto e preparo, ainda antes da gestão de armazenagem.
  3. Armazenagem e Estocagem: a importância da armazenagem de grãos é imprescindível para garantir a segurança e qualidade do produto. A estocagem acontece nos silos de armazenagem de grãos, onde são cadastradas as descrições sobre o depósito do produto, os serviços a serem executados, relatórios, entre outros. 
  4. Comercialização: quando são realizados os fechamentos contratuais, como contas a pagar e a receber, autorizações dos produtos, fixações de preço e quantidade, Romaneio, entre outras.

É importante lembrar que cada uma destas operações acima descritas são compostas por outras “sub-operações”, formando uma cadeia de atividades complexa, marcada por inúmeras movimentações e, principalmente, documentações.

E-book: Agronegócio Pós-Pandemia. Acesse Grátis!

Desafios do processo de originação de grãos

O investimento tecnológico é fundamental para a eficácia da gestão das operações inerentes ao processo de originação.

  • Rastreamento que ofereça a segurança no transporte;
  • Ambientação adequada nos silos de armazenagem, em busca de reduzir perdas;
  • Monitoramento das atividades e dos locais, a fim de prevenir possíveis erros;

Além disso, a quantidade de documentos que devem decorrer destas operações também deve ser assegurada. Uma má gestão da documentação pode ocasionar em perda de informações, duplicidade de trabalho, desperdício de tempo e recursos e outras falhas capazes de atrasar e, até mesmo, travar uma operação inteira.

Por isso, grandes empresas do agronegócio já estão investindo nas soluções tecnológicas da Docket para otimizar seus processos documentais e, assim, obter mais agilidade nos processos.

Com o Shopping de Documentos, é possível acelerar a esteira de formalização com infraestrutura e tecnologia que agilizando operações que dependem de mais de 200 tipos de documentos em todo Brasil, como:

Desta forma, é possível garantir a eficácia do time de back office durante o processo de originação enquanto a Docket cuida da parte burocrática.

Experimente os benefícios que a tecnologia pode oferecer!

Visited 358 times, 1 visit(s) today