Política de Cookies

Written by 16:26 Bancos, Operações

IPO do Nubank: Entenda como ocorre essa operação

Você sabe o que é Initial Public Offering (IPO)? Veja como ocorre essa operação e entenda o IPO do Nubank que ocorrerá em dezembro de 2021.

IPO do Nubank: Entenda como ocorre essa operação
     IPO do Nubank: Entenda como ocorre essa operação 

TL;DR: Entenda, neste conteúdo, o que é IPO, como vai ser o IPO do Nubank, como essa operação ocorre e como a tecnologia pode ajudar. 

  • O IPO do Nubank
  • O que é preciso para uma empresa abrir IPO 
  • Principais documentos necessários em um IPO
  • A tecnologia nesse tipo de processo 


Se você está atento às últimas notícias do mercado, certamente ouviu falar sobre o IPO do Nubank. O Nubank é uma fintech brasileira pioneira no segmento de serviços financeiros, fundada em 2013 por David Vélez, Cristina Junqueira e Edward Wible. Atualmente, a empresa possui 40 milhões de clientes ativos no Brasil e recentemente oficializou sua entrada na bolsa de valores. 

A oferta pública inicial do Nubank será no dia 9 de dezembro na bolsa de Nova York (NYSE). Embora a empresa tenha nascido no Brasil, sua atuação expandiu fronteiras e o banco já tem clientes no México, Colômbia e escritórios na Argentina, Estados Unidos e na Alemanha. Assim, faz sentido que sua estreia seja global, na maior Bolsa de Valores do mundo. 

Segundo cronograma protocolado na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), o Nubank começou a fazer as apresentações para potenciais investidores brasileiros no dia 8 de novembro. Para os estrangeiros, será no dia 30 de novembro. Neste mesmo dia, começará a formação do bookbuilding — livro da oferta  —, e o período de reserva vai até o dia 7 de dezembro. A fixação dos preços por ação ocorre no dia 8 de dezembro e, no dia seguinte, o Nubank terá o seu dia D com a estreia nos mercados. 

Como será o IPO do Nubank?

Initial Public Offering ou Oferta Pública Inicial é a ação que tem por finalidade fazer a abertura de capital de uma empresa. Assim, a instituição realiza um processo para entrar na bolsa de valores, tornando-se uma organização de capital aberto. Dessa forma, é possível que investidores comprem e vendam ações, a empresa ganha novos sócios, aumentando a participação no mercado e, consequentemente, o seu lucro. 

 No caso do Nubank, a empresa terá uma dupla listagem, estreando na NYSE e também na B3, a bolsa de valores brasileira. Ou seja, será possível comprar ações do banco no Brasil, por meio de um produto financeiro chamado BDR.

Brazilian Depositary Receipts (BDR) é um tipo de ativo que varia o seu valor da mesma maneira que as ações, oscilando o preço, conforme oferta e demanda. Ou seja, é um representante na bolsa brasileira das ações listadas em bolsas estrangeiras.

A estimativa do Nubank é que cada BDR seja equivalente a 1/6 da ação do banco no mercado norte-americano. O banco planeja vender cerca de 289 milhões de ações, definindo a faixa de preço entre US$ 10 e US$ 11 por ação e R$ 9,35 e R$ 10,29 a faixa de preço para o BDR. 

É importante destacar que o conceito de abrir IPO vai muito além de vender ações e ganhar novos sócios. De acordo com a legislação do Brasil, uma empresa de capital aberto pode negociar de forma pública valores mobiliários, ações e títulos de créditos, os chamados debêntures. 

Além de ser outra forma de acessar crédito, o IPO facilita o processo de aquisição de outras empresas, possibilita a liquidez para os investidores e aumenta a visibilidade e governança corporativa da companhia. 

O que é preciso para uma empresa abrir IPO? 

Depois de anunciar a abertura de capital, o Nubank apresentou na Securities and Exchange Commission (SEC), a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA, o seu prospecto de IPO. A instituição também protocolou na CVM o prospecto para a oferta de seus BDRs na B3. Contudo, antes que a informação viesse a público, muitas etapas precisaram ser realizadas para que a empresa pudesse abrir o seu capital. 

Essa etapa prévia também chamada de due diligence é uma análise para verificar todos os detalhes pertinentes à empresa, validando, por meio de documentos, todas as informações acerca da situação contábil e jurídica da empresa. Dessa forma, o processo de diligência prévia tem o objetivo de: 

  • apontar os principais pontos críticos e relevantes existentes na estrutura jurídica da sociedade; 
  • identificar riscos e passivos legais, oriundos dos processos judiciais e administrativos em que esta figura como parte, e, quando possível, quantificar o valor de tais responsabilidades; 
  • identificar providências para a eliminação ou minimização dos riscos identificados;
  • determinar a melhor forma e estratégia de estruturação da transação.

Por esse motivo, é importante contar com uma assessoria jurídica qualificada para auxiliar a companhia nas questões societárias antes da oferta, bem como na preparação do pedido de registro de companhia aberta, listagem dos documentos e questões societárias e outros aspectos que podem surgir no decorrer do processo.

ebook

Principais documentos de um IPO 

Segundo a B3, o processo de abertura de capital leva em média 10 semanas. Ela começa no momento em que a empresa realiza três ações: análise preliminar da conveniência da abertura, escolha do auditor independente e escolha do coordenador líder. 

Para que a empresa obtenha a condição de companhia aberta e realize um IPO, é necessário que sejam cumpridas as exigências legais e institucionais disciplinadas pela Lei das S.A. nº 6404/76. Além do registro de Categoria A na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e a adesão a um dos segmentos de listagem da B3. 

Para uma empresa abrir IPO, é preciso seguir uma série de ações. Uma delas é a  preparação da documentação e registro de emissor e da oferta. Confira as principais informações necessárias. 

 Formulário de referência 

Esse formulário descreve detalhadamente as informações relevantes sobre a companhia, suas atividades, condições financeiras e outros dados. É o principal documento de divulgação de informações de uma empresa. 

Estatuto social e Acordo de acionistas 

 A companhia deverá elaborar ou adaptar seu estatuto social para observar as regras de companhia aberta e do segmento de listagem escolhido. Além disso, a empresa deverá enviar cópia eletrônica do Acordo de Acionistas, informando sobre acordos de acionistas dos quais o controlador ou coligadas do controlador seja parte, a respeito do exercício de direito de voto ou da transferência dos valores mobiliários. 

Formulário cadastral e Demonstrações financeiras 

Essa etapa pode ser a que demanda maior necessidade de informações, com emissão de certidões, análise de contratos e auditoria das demonstrações financeiras. O formulário cadastral deve reunir as principais características da companhia e dos valores mobiliários emitidos por ela. 

Além disso, as demonstrações financeiras devem ser auditadas por um auditor independente com base nos três últimos exercícios sociais, tendo as demonstrações financeiras padronizadas (DFP) do último exercício social e Formulário de Informações Trimestrais (ITR) referente ao último trimestre do exercício social em curso. 

A tecnologia no IPO 

A realização do IPO é um processo complexo e burocrático que pode levar muito tempo para acontecer. Para diminuir esse tempo, contar com a tecnologia é uma boa maneira de encurtar a jornada e simplificar ações, como a organização de documentos e dados da empresa e seus sócios. 

O due diligence possui um checklist extenso de informações a serem apuradas internamente e dados obtidos perante órgãos públicos municipais, estaduais e federais. Sendo assim, os documentos, as certidões, os contratos e as demonstrações estão no centro das operações. 

Para ajudar na obtenção de informações em outros órgãos e agilizar toda a operação de due diligence, a Docket desenvolveu um software — o Shopping de Documentos — que utiliza inteligência artificial para  otimizar essas obtenções, de ponta a ponta.

Assim, todos os dados necessários para o IPO ficam disponíveis em um só lugar. Com as funcionalidades do sistema, é possível identificar rapidamente o status dos principais documentos, analisar as pendências e visualizar todo o fluxo de informações a partir do dashboard intuitivo. Para saber mais sobre o software, acesse o site.


Visited 134 times, 1 visit(s) today