Política de Cookies

Written by 12:18 Construtora, Gestão

Landbank: compra de áreas para incorporação imobiliária

Se traduzirmos “ao pé da letra”, a expressão do inglês landbank significa banco de terras, uma prática que se define pela aquisição de terreno e construção futura. 

Geralmente, o landbank de terrenos acontece quando se realiza o ato de comprar terrenos em locais onde o desenvolvimento urbano ainda esteja em fase inicial. Com o avanço do zoneamento da região, a tendência é a valorização destes terrenos, que podem ser vendidos por valores muito acima do que foi investido anteriormente.

Estes terrenos podem ser divididos em lotes para agregar valor e revendidos para incorporadoras comerciais ou residenciais, aumentando significativamente as oportunidades de lucro, liquidez e fluxo de caixa.

Como funciona o landbank?

Para obter o maior lucro possível da operação de landbank, mesmo antes da incorporação imobiliária, é preciso mais que experiência, muito estudo sobre a região do investimento e seu sistema de jurisdição, condições climáticas, assim como bons contatos, tanto para ter acesso às informações sobre grandes terrenos que estejam à venda, quanto para saber sobre as necessidades da administração municipal a respeito de novos centros urbanos.

De fato, diferentes fatores influem em como comprar um terreno para a estratégia de landbank:

  • Leis de zoneamento: como dito, conhecer a jurisdição do local onde se pretende investir é imprescindível para assegurar uma boa escolha. Dentro disso, entram questões obrigatórias, como as taxas de ocupação do solo ou o coeficiente de aproveitamento.
  • Topografia: contar com a avaliação de engenheiros ou arquitetos, bem como fazer uso de ferramentas de geolocalização é fundamental para evitar possíveis riscos e limitações, como por exemplo, terrenos que possuam muito declive ou aclive podem acarretar em mais custos na hora de construir.
  • Proteção ambiental: terrenos em áreas de preservação ou sobre mananciais contém restrições e limitações para a incorporação imobiliária, além de mais dificuldades e entraves na obtenção de documentação, licenças e alvarás.
  • Solo: assim como a topografia, conhecer as condições do solo é importante para assegurar o bom negócio e evitar riscos de alagamento ou desmoronamento.
  • Psicografia: o estudo sobre as expectativas para o local, de acordo com o estilo de vida da população, comportamento, hábitos de consumo e outros indicadores que influenciarão se a região é propensa a crescer e valorizar.
img divulgação ebook documentação crédito imobiliario

Entre outros ítens que poderíamos incluir nesta lista, estão o tempo e a paciência. Brincadeiras à parte, antes de investir em landbank é bom saber que um extenso elenco de documentos e certidões é solicitado ainda antes do contrato de compra e venda do terreno.

É necessário comprovar a regularização fiscal e garantir o histórico do terreno determinado, de modo a evitar prejuízos.

Sendo assim, a operação abrange a necessidade de documentos como CNDs, Certidões de Distribuição Cíveis e Fiscais, Matrícula do bem imóvel, escritura, IPTU, assim como processos de Due Diligence, sendo que a obtenção de todos estes documentos e a realização de todas as operações pode atrasar anos a estratégia e gerar gastos extras e desnecessários.

Por outro lado, o investimento em tecnologias é capaz de oferecer mais celeridade a estes processos.

Por isso, a Docket desenvolveu em sua plataforma diferentes produtos que aceleram os processos da esteira burocrática. Podemos destacar:

  • Shopping de Documentos: realiza a busca, emissão e pré-análise de mais de 200 tipos de documentos e certidões em todo o Brasil de forma automatizada, com diferentes funcionalidades que otimizam a gestão, como a recorrência, o centro de custos e o alerta de pendências.
  • Pesquisa de Bens: busca de bens imóveis por CPFs e CNPJs em todo o território nacional.

Conheça mais sobre os produtos e serviços que vão trazer mais agilidade às operações documentais da sua empresa.

Visited 137 times, 1 visit(s) today